O que há de novo?
Loading...

Efeitos e conseqüências ao usar morfina em excesso

A morfina é prescrita em pacientes que estão em tratamento recorrente de dores muito fortes. A morfina tem a ação de aliviar essas dores por ter um alto poder analgésico, mas é um remédio perigoso, pois o consumo excessivo pode causar dependência química, euforia e bem estar. A dependência da morfina é física quanto psicológica. O paciente viciado vai necessitar de doses maiores todas às vezes para conseguir controlar a angustia e se tranquilizar.

A morfina pode deixar várias conseqüências no paciente viciado. A dependência pode ser diagnosticada quando o paciente apresentar estes sintomas:
- Tremores
- Arrepios
- Vômitos
- Suores
- Ansiedade
- Anorexia
- Hostilidade
- Dores musculares
- Lacrimejamento
- Rinorreia
- Diarreia
- Respiração rápida
- Temperatura elevada


Veja abaixo as causas e conseqüências:
O cérebro e o coração são uns dos órgãos mais importantes que temos e a morfina deprimem as regiões do cérebro que controlam a nossa respiração, os batimentos cardíacos e a pressão arterial sanguínea, mas também é capaz de paralisar o estômago e o intestino fazendo-o paciente apresentar uma forte prisão de ventre. As pupilas também acabam por se contrair.

Este remédio em excesso pode levar o individuo ao coma apresentado por perda da consciência, perda de oxigenação no sangue e a queda da pressão arterial. Nesses casos se não for socorrida a tempo pode até acontecer à morte do individuo. Por isso, esse medicamento deve ser prescrito por um médico por ocasionar sérios riscos à saúde de uma pessoa leiga.



As informações fornecidas no Blog da Luh Fernandez são para simples referência. O seu conteúdo não deve ser utilizado para autotratamento e automedicação. Sempre procurar um médico, pois somente ele poderá indicar o melhor para a sua saúde e nada substitui a palavra de um especialista.
Copyright © 2017 Todos os direitos reservados pertence a Luh Fernandez. Tecnologia do Blogger.